Os Israelitas no deserto

"Jacó, que teve seu nome mudado para Israel, foi quem deu origem aos israelitas. Devido a uma fome que se alastrou por várias partes, Jacó desceu de mudança para o Egito com seus setenta descendentes. " (Êxodo 1.5)

Quando Jacó chegou no Egito, foi muito bem recebido por Faraó, pois seu filho José era o primeiro ministro do país. Mas com o passar do tempo as coisas foram mudando e os seus descendentes já não eram bem vistos pelos egipcios. Foram descendo de posição, até se tornarem escravos. Após 430 anos no Egito a situação havia se tornado tão calamitosa a ponto de Deus intervir levantando Moisés para levar o povo de volta para Canaã. Diz a Bíblia que cerca de 600 mil homens, além de mulheres e crianças sairam do Egito com destino à terra prometida. (Gênesis 12.37)
Mas era uma multidão mista, havia um grande número de estrangeiros de todos os tipos, seguindo juntamente com eles. (Gênesis 12.38)
Saíram abastados, levando enormes rebanhos de vacas e ovelhas e uma enorme quantidade de ouro e outras coisas de valor que eles exigiram dos egipcios. Os problemas não demoraram a aparecer. No meio de tão grande multidão havia muita gente sem fé, que saíra apenas porque era a melhor opção no momento. Não estavam porém aptas a entrar na terra prometida e a viagem que poderia ser feita em algumas semanas durou 40 anos. Deus fez com que o povo vagasse no deserto até que morressem todos aqueles descrentes. (Judas v.5)

Embora isso tenha ocorrido há milênios o exemplo é bastante atual para a Igreja hoje. Pessoas não convertidas, com interesses apenas materiais e imediatos tem se aventurado a andar juntamente com o povo de Deus e tem atravancado a marcha da Igreja por causa da sua falta de fé. (Hebreus 11.6)
Assim como Deus não se agradou da maioria dos que sairam do Egito (I Coríntios 10.5) e não permitiu a entrada deles na terra prometida a Igreja também fica estagnada até que os tais morram ou desapareçam no deserto.

Deus nos abençõe.
Graça e Paz,
Pr. Vicente Deodato.


0 comentários:

Postar um comentário