Dízimos e Ofertas

O que é o dízimo? Dízimo significa a décima parte, ou seja, 10%, (dez por cento). 
A primeira referência ao dízimo na Bíblia encontra-se no livro de Gênesis capítulo 14 versículo 20 e a primeira pessoa a praticá-lo foi Abraão. Este voltava de uma batalha, quando Melquisedeque, rei de Salem e também sacerdote do Deus Altíssimo, saiu-lhe ao encontro Trazendo-lhe pão e vinho (Gênesis 14.18). Melquisedeque abençoou a Abraão e este lhe deu o dízimo de tudo o que vinha trazendo da batalha.
A segunda referência ao dízimo está no capítulo 28, verso 22 do mesmo livro, e foi um voto espontâneo de Jacó, neto de Abraão.  Isso foi à aproximadamente 500 anos antes da Lei. Antes de ser incorporado à Lei o dízimo era espontâneo e representava gratidão a Deus. Até essa época o dízimo não tinha uma finalidade definida.
A terceira referência está no livro de Levítico capítulo 27, versículo 32 época em que os descendentes de Abraão, (os Israelitas), voltavam do Egito, onde tinham permanecido por mais de 400 anos e seguiam pelo deserto com destino à terra de Canaã que conforme promessa de Deus a Abraão seria dividida entre seus descendentes (as 12 tribos de Israel).  Deus escolheu uma das tribos (a tribo de Levi), para ser a tribo sacerdotal, responsável pela assistência espiritual de todo aquele povo e determinou que essa tribo não  receberia herança na terra de Canaã, mas seriam sustentados pelos dízimos  dos demais. Foi nessa época que o dízimo foi incorporado à Lei.
O dízimo continuou na igreja do Novo Testamento e sua única finalidade é a manutenção do templo e o sustento dos obreiros que se dedicam de tempo integral a serviço da igreja e à pregação do Evangelho (1 C0ríntios 9.13).
Quanto às ofertas, essas são anteriores ao dízimo, e diferem deste pois o seu valor fica a critério do ofertante e expressam a gratidão do mesmo a Deus.
A primeira referência a ofertas na Bíblia se encontra no livro de Gênesis capítulo 4 versículo 4.  Finalizando, tanto o dízimo quanto a oferta, quando praticados pela fé, e de livre e espontânea vontade trazem bênçãos para quem o faz e demonstram que tal pessoa reconhece que é Deus quem nos dá todas as coisas.
Nós somos apenas administradores!



Que Deus continue nos abençoando.



Pr. Vicente Deodato

Reflexões: Cada um dá o que tem

O capítulo 3 de Atos dos Apóstolos,conta a história de um homem paraplégico (coxo), que todos os dias era colocado à porta principal do templo (o templo tinha várias portas) para pedir esmolas aos que entravam. Um belo dia aconteceu que Pedro e João iam entrando no templo para a oração da hora nona (3 horas da tarde). Aquele mendigo não os conhecia  mas ao vê-los, gritou por uma esmola. ele estava acostumado a receber esmolas dos outros, que evitavam olhar para ele, e, os mendigos também não encaravam as outra pessoas; (os fariseus não gostavam que as pessoas simples e nem os gentios os olhassem nos olhos). Aquele homem ficou surpreso ao ouvir Pedro dizer: Olha para nós! Ele levantou a cabeça, certamente pensando que ia levar uma repreensão muito forte, ou talvez a esmola ia ser grande! E foi mesmo! Uma esmola (se podemos chamá-la assim) que fez com que sua vida desse um giro de cento e oitenta graus. Naquele exato momento ele se tornaria um ex-mendigo! Pedro foi logo dizendo; Não tenho prata nem ouro (ainda não existiam as cédulas de papel), mas o que tenho isso te dou. Pedro e joão não tinham bolsa, mas tinham uma vida de intimidade com Deus que lhes dava o poder e certeza que poderiam mandar aquele paralítico se levantar e andar. os fariseus e demais religiosos que frequentavam o templo, só podiam dar esmolas, porque só tinham dinheiro! Mas Pedro e João tinham algo melhor!
Há muitos que se professam cristãos e frequentam a igreja mais do que o seu local de trabalho, no entanto, não tem condição de dar uma palavra de ânimo e esperança para os enfermos e necessitados espirituais. Só podemos dar aquilo que temos!

Batismo em Patrocínio - Inauguração do Tanque Batismal (28 dezembro 2014)


















Fotos da Reunião de Obreiros em Uberlândia/MG (31 de agosto 2014)